SM NOTICÍAS
Candidatos paraquedistas usam cabos eleitorais nativos para garimpar os votos: Só quem perde é o povo

Em tempos de eleição o fenômeno do paraquedismo na Política se torna mais evidente.

Candidatos sem nenhum vínculo real com determinada região, aparecem como passe de mágica para conquistar corações e mentes com placas de milhões e promessas abstratas. Quando se elegem, desaparecem como mágica.

Mas neste ciclo vicioso não agem sozinhos. Os paraquedistas usam e abusam de “lideranças regionais”, cabos eleitorais profissionais que são um verdadeiro mapa da mina dos votos.

Por outro lado, o cabo eleitoral também tem sua movimentação garantida com amplos acessos a estrutura$ de poder.

Nesta roda de ciranda só quem perde é o povo. A região acaba pulverizando os votos em vários candidatos, dividindo o que deveria ser unido. E deixando no esquecimento suas verdadeiras pautas e lutas.

Como diria o adágio popular : “enquanto existir trouxa, malandro se dá bem.”

Stay Connected
Latest News